VARAL MÓVEL DE BOQUINHAS

Espiral, colorido, plastificado, com 8 caselas, sendo a primeira com imagens e categorias semânticas e as demais, o alfabeto móvel com letras/bocas de todo o alfabeto. Recurso para sala de aula, para estimular, treinar ou brincar de ler e escrever com Boquinhas.
R$ 60,00

 Descrição

Alfabetizar-se implica compreender além da consciência fonológica (percepção das letras e seus sons) a consciência fonêmica, ou seja, saber as características de cada letra e em que posição deve estar para que a palavra seja lida/escrita corretamente. Todo esse processo é muito abstrato e dificultoso para os aprendizes iniciais.

Nesse novo jogo/recurso Varal Móvel de Boquinhas, trabalha-se a ordem das letras/bocas no processo de construção da escrita das palavras. Ou seja, as características do sistema de escrita alfabética.

O Método das Boquinhas®, fonovisuoarticulatório, auxilia esse processo de maneira simples e natural, mostrando a boca que articula os sons das letras, deixando a aprendizagem concreta, rápida e autônoma. Note que ao nome da letra não é dada ênfase e sim ao seu som e boca que o articula. Uma cartela com todas bocas/letras acompanha o jogo, para facilitar a compreensão.

Repare que na metodologia Boquinhas são apresentadas as variáveis ortográficas que cada letra/boca/som possui, ou seja, as possibilidades fonológicas de escrita de cada letra. Com isso, fixa-se a conversão fonema/grafema, devendo ser trabalhada a correta ortografia das palavras. 

Assim, a família silábica do S contém também as sílabas CE-CI-ÇA-ÇO-ÇU, porque todas essas letras são pronunciadas pela mesma boca. E assim por diante para C/QU; J/GE-GI; X/CH; Z/SA, R/RR, etc. Fique atento também para os dígrafos LH-NH, que apesar de possuírem duas letras, fazem um único som e têm uma única boca representada.

Indicação

Crianças a partir de 4 anos de idade, e/ou aprendizes iniciantes da leitura e escrita;

Uso clínico, escolar e/ou domiciliar.

 Participantes:uso individual, em duplas ou coletivo.

 Conteúdo

1 varal contendo 8 caselas presas em uma espiral, sendo a primeira cartela com imagens e categorias semânticas e as demais, letras/bocas de todo o alfabeto. Tamanho 35 X 20 cm. 

1 tabuleiro para serem escritas as palavras;

1 caneta tipo lousa branca e um apagador de feltro;

1 cartela de Boquinhas e suas letras correspondentes.                                                                                                            

Objetivos

  •         Compreender as letras/bocas que compõem as palavras, no processo de análise (soletração);
  •         Desenvolver a leitura e escrita, viabilizadas pela boca;
  •         Desenvolver a noção de classificação semântica;
  •         Fixar a alfabetização.

Sugestões de utilização

O Varal Móvel de Boquinhas pode ser um instrumento de trabalho para desenvolver ou fixar a alfabetização. Pode ser usado por uma criança, em duplas ou por grupos, problematizando o trabalho.

Ele possui 8 caselas, sendo a primeira contendo 38 cartas, com 29 figuras de palavras variadas, 7 dicas semânticas, uma carta branca e uma capa com a logo de Boquinhas. As demais caselas possuem 26 cartas, sendo 24 letras/bocas, uma carta branca e uma capa.

Você pode seguir uma de nossas sugestões de uso, ou criar a sua:

1-      A criança pode selecionar uma figura para seu colega achar a sequência de suas letras/bocas. Se ele acertar, o primeiro jogador escreve a palavra no tabuleiro abaixo;

2-      Também pode escolher uma dica (categoria semântica), para o seu parceiro escrever uma palavra que pertença a essa categoria. Não necessariamente essa palavra pode ter sua imagem presente no varal;

3-      Pode ainda desenhar na carta branca uma imagem para o seu colega montar a palavra escrita com letras/bocas;

4-      Outra opção, de menor complexidade, seria selecionar uma imagem e abrir as consoantes dela, deixando as vogais com cartas brancas, para a criança descobrir quais seriam;

5-      Ou ainda, o mesmo acima, mas mostrando as vogais e deixando a criança completar as consoantes.

 

A escrita no tabuleiro pode ser por cópia da palavra montada com as cartas, ou espontânea, e depois comparação com a palavra do varal. Também frases podem ser escritas, usando-se a palavra montada.

Recomendamos evitar a soletração pelo nome da letra e sim fixar a correspondência sonora (fonema) com a articulatória (boca), favorecedora da aprendizagem.

Note que deve ser problematizada a presença de várias letras para a mesma boca/som, como uma particularidade da Língua Portuguesa. Exercícios de fixação, pela escrita correta da palavra devem ser estimulados.

Esse é mais um recurso de aprendizagem Boquinhas, para facilitar a prática pedagógica, clínica e/ou fixação domiciliar.

Especificações de produtos
NCM 49011000