MEMÓRIA SÍLABA INICIAL SURDA-SONORA

60 cartelas para serem pareadas entre figura e sua sílabas/bocas iniciais, contendo a oposição de fonemas surdos/sonoros.
R$ 49,00

Nova edição do jogo, com surdas/sonoras, com novo tamanho das cartas, sacolinha de TNT, maior e mais visíveis as bocas, cartas plastificadas.

 MANUAL DE INSTRUÇÕES

 Descrição

Alfabetizar-se implica conhecer as letras, mas principalmente seus sons, que são produzidos por uma Boca que os articula. Esse processo é muito abstrato para muitos aprendizes, podendo não ser bem sucedido, ou atrasar o seu avanço.

Nesse jogo Memória de Sílaba/Boca Inicial de Surda/Sonora, elaborado pela autora Dra. Renata Jardini, trabalha-se o domínio e memória visual de figuras, associada à foto de sua sílaba inicial com a articulação (boquinha). Esse é um trabalho de aliteração silábica e consciência fonológica, primordial para a alfabetização.

Fonemas SURDOS e SONOROS são os que apresentam diferenciação na sonoridade, possuindo a mesma articulação. Os surdos (P-T-F-C-X-CH-S-CE-CI-Ç) não vibram as pregas vocais e os sonoros vibram (B-D-V-G-J-GE-GI-Z) respectivamente. Boquinhas ensina colocar a mão sob o queixo para sentir essa vibração.

O aprendiz é estimulado pelos neurônios-espelho do cérebro a imitar a posição da boca, podendo reproduzir o seu som (fonema), que nem sempre é igual ao nome da letra. Nas cartas de imagens, o aprendiz é levado a falar a palavra e ouvir/ver a posição de sua boca no início da sílaba da palavra, associando-as. O lúdico, um jogo de memorizar pares confere fixação a esse processo.

Componentes

  •       30 cartas com letras/bocas das sílabas iniciais das figuras do jogo, selecionadas com conflito de fonemas surdos/sonoros;
  •       30 cartas com imagens com sílabas iniciadas com as respectivas letras/bocas supracitadas;  
  •       Uma cartela de Boquinhas contendo todas as bocas/letras correspondentes.

Indicação

A partir de 3-4 anos, ou iniciantes da leitura e escrita. Uso individual, em duplas ou grupos de até 6 jogadores. Indicado para clínica, escola ou domicílio.

Objetivos

  •      Fixar a aprendizagem das letras/bocas, associando aos seus respectivos sons (fonemas);
  •      Fixar a consciência fonológica e fonêmica das letras/bocas das sílabas iniciais das palavras. Aliteração silábica;
  •      Fixar a diferenciação entre fonemas surdos e sonoros (f/v, p/b, t/d, c/g, s/z, x/j).
  •      Desenvolver a consciência fonoarticulatória, que é a percepção do gesto articulatório ao se pronunciar a letra. Esses desenvolvimentos são fundamentais para a aquisição da leitura e escrita e do princípio alfabético da Língua Portuguesa.
  •      Memorizar a posição das cartelas, a fim de se formar pares.

Como jogar:

Distribuem-se as cartelas ordenadamente sobre a mesa, viradas para baixo, dispostas em dois grupos, sendo um para as figuras e outro para as sílabas das Boquinhas.

Cada jogador, na sua vez, vira uma figura e uma sílaba de Boquinhas, tentando encontrar o par que corresponde à sílaba inicial da figura. Aquele que acertar o par tem o direito de jogar novamente. Ganha-se o jogo quem conseguir mais pares.

Ao final do jogo devem-se colocar em oposição as sílabas com fonemas surdos e sonoros, para fixação articulatória e sensorial.

Observação:

Para Boquinhas as consoantes são apresentadas segundo a regularidade entre o som (fonema) e a Boquinha (articulema) que a palavra possui, e não o nome da letra, ou sua grafia (grafema) que pode se apresentar de maneiras diferentes.  

Assim, o som e Boquinha /S/ pode aparecer nas palavras /SOFÁ - CELULAR/, pois possui a mesma boca e som iniciais /S-CE-CI-Ç-SS/; /J-GE-GI/ nas palavras /JARRA – GINÁSTICA - JOANINHA/, /X-CH/ em /XÍCARA – CHAVE – CHOCOLATE/ e /C-QU/ em /COLA - QUIABO/, que devem ser bem exploradas com o auxílio da pista fonovisuoarticulatória.

Pode-se formalizar o ensino da leitura e escrita, solicitando-se à criança que escreva em uma folha à parte, as palavras do jogo, fixando a Boquinha enquanto fala, e a oposição surda/sonora. Deve-se evitar a escrita apenas por cópia ou decoreba.

Outras palavras podem ser descobertas que iniciam com a mesma sílaba, fixando-se a oposição surda/sonora

                                        GABARITO DE RESPOSTAS

FA-VA

FADA-VACA

CO-GO

COLA-GOLA

OPOSIÇÃO SIMPLES

PA-BA

PALHAÇO-BARATA

TA-DA

TATU-DADO

LE-LA

LEQUE-LAÇO

PI-BI

PIPOCA-BICICLETA

QUI-GUI

QUIABO-GUITARRA

MA-NA

MAÇÃ-NATAL

CE-ZE

CELULAR-ZERO

XI-GI

XÍCARA-GINÁSTICA

A-E

AVIÃO-ELEFANTE

CHA-JA

CHAVE-JARRA

SO-ZO

SOFÁ-ZOO

I-O

ÍMÃ-OCA

CHO-JO

CHOCOLATE-JOANINHA