APLICATIVO MEMÓRIA LETRA INICIAL PARA APPLE. Clique na imagem e em COMPRAR para ir à Apple Store.

Mais um aplicativo de Boquinhas Memória Letra Inicial agora temos para APPLE atualizado com imagens novas que promete alfabetizar, treinar e divertir. A partir dos 4 anos de idade.
R$ 50,00

Mais um aplicativo de Boquinhas Memória Letra Inicial agora temos para APPLE atualizado com imagens novas que promete alfabetizar, treinar e divertir. A partir dos 4 anos de idade.

OBS: Esse é um produto SOMENTE disponível a partir de aparelhos 4S 

 

INTRODUÇÃO: 

 

Esse é o primeiro Aplicativo de Boquinhas,  para complementar a Tecnologia Educacional Boquinhas com atividades interativas e com recursos digitais. Foi idealizado pela autora Renata Jardini com a colaboração da Multiplicadora Patrícia Hoffmeister e desenvolvido pelo engenheiro Daniel Taparelli, para uso em Android (tablets ou celulares).

 

Trata-se de um jogo de atenção e memória envolvendo a letra/boca/som inicial das palavras. Tem 3 fases de jogo, com 3 níveis de dificuldade cada fase:

 

• Fase 1: 5 bocas (vogais A-E-I-O-U) e 15 figuras, sendo 3 figuras iniciadas com cada uma dessas letras. Bocas abertas e figuras abertas.

 

 Fase 2: 12 bocas ( A-E-I-O-U-L-P-V-T-M-B-N) e 60 figuras iniciadas por essas letras, sendo 5 de cada letra. A cada jogada trocam-se as figuras randomicamente. Bocas abertas, figuras fechadas. Expostas 7 de cada na tela.

 

 Fase 3: com todas as 21 bocas/letras do alfabeto e 110 figuras iniciadas por essas bocas, sendo 5 em cada letra. Bocas fechadas e figuras fechadas. Expostas 7 de cada na tela.

 

Objetivos:

• Desenvolver a consciência fonológica;

• Desenvolver a conversão fonema/grafema;

• Desenvolver a consciência visuoarticulatória;

• Desenvolver a atenção e memória visual auditiva;

• Alfabetizar pela Tecnologia de Boquinhas;

• Divertir, fixar e treinar  a alfabetização.

 

 Início do jogo:

Aparece em cima da tela as figuras viradas para baixo, fechadas.

Aparece embaixo as 5 bocas expostas (sem as letras), das vogais. Quando toca-se na boca, ouve-se o seu som/fonema.

O jogador deve escolher uma figura, tocá-la. Seu nome é ouvido.

O jogador deve arrastar a boca que faz o som inicial daquela figura até ela. Se estiver correta, as duas, boca e figura se unem na tela, é ouvido o nome da letra e o nome da figura aparece na tela a letra inicial da figura escrita, letra de forma maiúscula. A figura desaparece  e a boca retorna ao seu mesmo lugar na tela.

Se tiver errado, boca e figura voltam aos seus lugares de origem.

Assim deve ser feito até que todas as 5 figuras iniciais desaparecem da tela. E essa fase é finalizada.

Em seguida o jogador escolhe ir para níveis mais avançados ou repetir a mesma fase, com figuras randomizadas.

 

Sugestões de atividades complementares


O mediador pode e deve complementar esse jogo com mais atividades de alfabetização Boquinhas, para que haja efetividade nos resultados almejados, além da ludicidade em si. As atividades sugeridas aqui são apenas exemplos, porém o educador/pai pode encontrar muito mais sugestões em nosso site e materiais autênticos, livros e jogos Boquinhas: www.metododasboquinhas.com.br


1. Estimular as crianças a explorarem cada palavra descoberta, como seu significado, sua função, sua categoria semântica, seu gênero, sua classe gramatical, incluí-la em uma frase completa, etc.;
2. A cada palavra descoberta sua letra/som/boca inicial, o jogo pode ser pausado e as demais crianças tentam falar outra palavra iniciada com aquela mesma letra;
3. A cada palavra descoberta sua letra/som/boca inicial, o mediador pede às crianças que repitam, em uníssono, ou individualmente, o som e façam a boca igual ao modelo do jogo;
4. O mediador discute com as crianças que as palavras são representadas por sons (como as falamos), por gestos articulatórios (bocas que as falamos) e letras (como as registramos). Discutir com os alunos cada uma das letras do alfabeto, seu fonema e articulema, sempre elencando palavras reais iniciadas por elas;
5. Em um grau mais avançado, na fase 1 (vogais), o mediador pode discutir com as crianças se em cada palavra descoberta, há a presença de outras vogais iguais à vogal inicial descoberta. O mediador deve comprovar as descobertas, registrando a palavra toda na lousa;
6. Como o anterior, mas identificando na palavra descoberta, quais as vogais estão presentes e sua sequência de registro;
7. Estimular as crianças a realizarem o jogo cada vez mais rápido, competindo entre si, ou entre grupos o avanço nas fases do jogo;
8. Descobrir, por memorização, quais são as palavras presentes no jogo que repetem a letra inicial;
9. Colocar as crianças em ordem, de acordo com as bocas/sons da sequência de cada jogada, mas de modo que não vejam a tela do jogo. A cada boca/som tocado, a criança correspondente deve dar um passo adiante;
10. O mesmo que o anterior, e se souber falar outra palavra iniciada com aquele som/boca, anda dois passos.