PLIN - Protocolo LINCE COMPLETO de Investigação Neurolinguística

Protocolo COMPLETO lúdico para conhecer e qualificar e quantificar as habilidades para aprender a ler de crianças de 5 a 12 anos.
R$ 220,00

Novidades:

 

  • Curso EAD e presencial do PLIN. EAD em 3 módulos de uma semana cada: APLICAÇÃO, PREENCHIMENTO E INTERPRETAÇÃO/RELATÓRIO.

Acesse aqui: http://loja.metododasboquinhas.com.br/ead-plin-3-mdulos-treino-da-aplicao-preenchimento-e-interpretao-dos-resultados

 

OBS: Não acompanha o jogo Lince

AGORA VEM DENTRO DE UMA PASTA DURA, COM FECHO. 

Material para usar em 5 crianças. 

Para reposição do PLIN, acesse REFIL do PLIN, em diversos. 

 

  

 

APRESENTAÇÃO: O jogo Lince de Boquinhas (Jardini, 2006) foi adaptado, contendo 140 figuras balanceadas foneticamente, produzido e comercializado pela autora, contemplando 26 novas formas de se jogar, que avaliassem, além da função da percepção visual, outras como: consciência fonológica, memória imediata, memória visual e auditiva, funções visuoespaciais, cognição e leitura/escrita, dentre outras, investigadas pelo mesmo princípio lúdico.

A partir das evidências observadas em mais de 10 anos de aplicação clínica desse Jogo, a autora tabulou tendências de comportamentos apresentados por indivíduos sintomáticos de patologias que provocam prejuízos na aquisição da leitura e escrita: Dislexia (DX), Transtorno no Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e Deficiência Intelectual (DI), em relação aos mesmos comportamentos em sujeitos assintomáticos. Essas evidências foram pareadas aos manuais de diagnóstico (CID-10 e DSM-5), e fontes científicas que apresentam classificações categoriais dos mesmos transtornos. A partir dessa análise, foram elaboradas 26 questões, com 5 itens cada, que refletissem as respostas mais usuais apresentadas em cada nova forma de se jogar, para se compor o Protocolo Lince (PLIN).

Os objetivos primários que esse Protocolo proporciona são conhecer as habilidades neurolinguísticas dos avaliados, que foram divididas em: fonológicas, visuoespaciais, memória imediata, cognição e leitura e escrita. Os objetivos secundários são verificar se existe e em que grau, possibilidades do examinado apresentar ou não os transtornos abordados, permitindo encaminhamentos mais fundamentados para avaliações diagnósticas e mediações mais seguras, contribuindo para a prática pedagógica e clínica.

 

ATENÇÃO: Esse Protocolo não tem a intenção de conferir diagnósticos e foi elaborado para se investigar o comportamento de crianças, permitindo o seu estudo e mediação. Avaliações e diagnósticos são exclusivos aos médicos e especialistas, necessitando baterias de testes validados estatisticamente e exames com essa finalidade.

OBJETIVOS:

  • Investigar as habilidades neurolinguísticas envolvidas no processo de aquisição da leitura e escrita;
  • Fornecer dados quantitativos e qualitativos sobre o desempenho do avaliado;
  • Contribuir de forma clara e prática para a mediação nas dificuldades apresentadas;
  • Propiciar e favorecer a interação entre avaliador e avaliado, por meio de ludicidade e desafio, contribuindo para uma investigação espontânea e autêntica;
  • Propiciar detalhes e consistência dos encaminhamentos às possíveis avaliações diagnósticas.
INDICAÇÃO:
Crianças de 5 a 12 anos de idade;
Aplicação individual, clínica ou pedagógica;
Aberto para área de saúde e educação.
 
CONTEÚDO:
  • Pasta dura com os materiais dentro;
  • Protocolo com 26 maneiras de se jogar e sua análise;
  • 2 planilhas de qualificação dos dados;
  • Qualiquantificação das respostas;
  • Espelhinho de bocas;
  • DVD com 20 filmes tutoriais explicativos com a autora e uma criança.